Captura e Recolhimento de Animais Domésticos (Cães e Gatos) . . . . . . . . .

O Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA, antigo Centro de Controle de Zoonoses - CCZ) é a unidade do sistema municipal de saúde responsável pela vigilância e controle de zoonoses e outros agravos que causem risco à saúde humana. Dessa forma, o recolhimento de animais, e consequentemente a guarda e responsabilidade sobre eles, somente é realizado com base no risco à saúde pública e quando verificado o risco sobre a segurança das pessoas ou de outros animais.

Sendo assim, são situações passíveis de recolhimento de cães e gatos pelo CVSA: animais atropelados (por serem suspeitos de doença neurológica, como a raiva); animais que manifestam comportamento agressivo sem estímulo aparente; fêmeas no cio (por estimular o comportamento agressivo entre machos); fêmeas com filhotes que estejam agressivas em função da ninhada e coloquem em risco a população do entorno.

O serviço de recolhimento de animais é realizado todos os dias, incluindo finais de semana e feriados.

Este serviço é atendido pelo 156 online

Este serviço faz parte do 156 da Prefeitura de Vitória, portanto pode ser solicitado das seguintes formas:

  • Online, pelo formulário de solicitações de qualquer computador com internet;
  • Pelo APP Vitória Online, de qualquer smartphone com iOS ou Android conectado à internet e;
  • Pelo telefone, ligando para 156 de qualquer telefone fixo ou celular dentro da cidade de Vitória (custo de uma ligação local).

Aproveite as formas online para fazer sua solicitação de forma mais rápida e confortável.

dúvidas frequentes

Qual é o tempo de permanência dos animais no Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA)?

Todos os animais recolhidos são avaliados por médico veterinário, medicados e tratados, conforme avaliação clínica realizada. Após tratamento, os animais são castrados e disponibilizados para adoção, que pode ser feita na própria Unidade ou nas Feiras de Adoção realizadas mensalmente. Após tratado e castrado, o animal permanecerá sob a guarda do CVSA até que seja adotado.

O Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA) realiza o serviço de captura e recolhimento nos fins de semana?

Sim, somente com base no risco à saúde pública e quando verificado o risco sobre a segurança das pessoas ou de outros animais. Animais de posse dos proprietários ou de áreas particulares não são recolhidos.

Qual o destino dos animais doentes ou atropelados recolhidos de locais públicos?

Após avaliação de médico veterinário, sendo possível a recuperação do animal são procedidos os devidos cuidados médicos, para posteriormente o animal ser castrado e disponibilizado para adoção. Nos caso em que o quadro de saúde do animal é irrecuperável ou que este estiver em condição de grande sofrimento, o animal é submetido à eutanásia, procedimento terapêutico que tem como objetivo aliviar a dor e sofrimento. Esse procedimento é realizado conforme dispõe o Conselho de Classe da Medicina Veterinária.

O Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA) realiza atendimento médico veterinário a cães e gatos?

Não. O CVSA faz observação de animais em caso de agressão ou apresentação por este de sintomas neurológicos (caso suspeito de raiva). Atualmente o município não disponibiliza de atendimento médico veterinário gratuito. O proprietário é responsável pelo cuidado médico veterinário de seu cão ou gato.

Quais os procedimentos que o cidadão deve tomar caso conheça um animal com suspeita de raiva?

O cidadão deve entrar imediatamente em contato com o Centro de Vigilância em saúde Ambiental (CVSA) pelo telefone 156, para solicitar uma avaliação da equipe e adoção das medidas necessárias

O CVSA recolhe animais mortos?

Somente nos casos em que o animal tiver sido atropelado e que o crânio esteja íntegro. A falta de coordenação motora e desorientação é um dos sintomas de doença neurológica (tal com a raiva) que pode levar o cão ou gato a situação de atropelamento, tornando então esses casos suspeitos para vigilância da doença. O diagnóstico laboratorial, contudo, depende de amostra do encéfalo (cérebro), motivo pelo qual faz-se necessário que o crânio do animal esteja inteiro para coleta. Para situações em condições diferentes dessas, o recolhimento não é realizado por este serviço. Para animais mortos em via pública, o encaminhamento deve ser tratado junto da Central de Serviços da PMV (antiga Secretaria Municipal de Serviços - SEMSE). Para animais que possuem um proprietário direto, a responsabilidade pela destinação do corpo do animal é do proprietário.