Controle e Orientações sobre Pombos . . . . . . . . .

O pombo doméstico (Columba livia) é uma ave comum na maioria das cidades em quase todos os países. Visto que o Brasil não constitui seu habitat original, não há predadores locais em quantidade que promovam um controle biológico natural eficiente (exemplo de falcões, gaviões e felinos). Com isso, os mesmos proliferam-se em grande número devido à grande oferta e disponibilidade de alimento e água que encontram no meio urbano, motivo pelo qual essa espécie é considerada como sinantrópica nociva (praga urbana), conforme o que dispõe a Instrução Normativa IBAMA n° 141/2006.

Desde o momento em que se instalam, essas as aves estabelecem grande afinidade com seu domicílio fazendo do mesmo seu abrigo vitalício. Somente a interrupção do suprimento alimentar/água e a aplicação de um sistema eficaz de barreiras físicas impedirão sua permanência e retorno ao local.

Conforme estabelecido em legislação, a eliminação direta dos indivíduos somente pode ser adotada como alternativa quando esgotadas as medidas de manejo ambientais, ou seja, quando eliminado ou alterado o acesso aos recursos utilizados pelos animais, que possibilitam sua instalação e manutenção em determinado ambiente.

O Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA, antigo Centro de Controle de Zoonoses - CCZ) realiza visitas técnicas e orientações sobre controle da população de pombos em imóveis e locais públicos no município. Qualquer demanda relativa a infestação de pombos deve ser registrada pelo telefone 156, para que a equipe possa agendar uma visita técnica ao local e verificar quais as medidas são necessárias para o desalojamento dos animais e eliminação da possibilidade de novo acesso ao ambiente para repouso e nidificação (formação de ninhos), principalmente por meio de barreiras físicas.

Este serviço é atendido pelo 156 online

Este serviço faz parte do 156 da Prefeitura de Vitória, portanto pode ser solicitado das seguintes formas:

  • Online, pelo formulário de solicitações de qualquer computador com internet;
  • Pelo APP Vitória Online, de qualquer smartphone com iOS ou Android conectado à internet e;
  • Pelo telefone, ligando para 156 de qualquer telefone fixo ou celular dentro da cidade de Vitória (custo de uma ligação local).

Aproveite as formas online para fazer sua solicitação de forma mais rápida e confortável.

dúvidas frequentes

Os pombos transmitem doenças?

Sim. Os pombos podem transmitir micoses e doenças respiratórias graves por meio da inalação de partículas de fezes de pombos contaminadas. O risco é maior quando verificada aglomeração de fezes, o que sugere aglomeração de indivíduos.

Como fazer para controlar a quantidade de pombos em meu imóvel?

Orienta-se evitar a disponibilidade de água, abrigo, alimento e acesso. O acesso a locais propícios para procriação das aves que servem de abrigo, como caixas de ar condicionado e forros das residências, pode ser restrito por meio de telas. Disponibilizar o lixo de forma inadequada, em recipientes abertos ou colocá-los fora do horário de recolhimento pelo serviço de limpeza urbana fornece alimento.

O CVSA realiza controle populacional de pombos?

A eliminação direta dos indivíduos somente pode ser adotada como alternativa quando esgotadas as medidas de manejo ambientais, ou seja, quando eliminado ou alterado o acesso aos recursos utilizados  pelos animais, que possibilitam sua instalação e manutenção em determinado ambiente (água, alimento, abrigo e acesso). Dessa forma, a primeira intervenção realizada é a visita técnica da equipe para orientação sobre a formação de barreiras físicas para desalojar os animais e evitar a instalação e permanência desses nos locais.